Reaping the rope of dirty humanity

by Fecifectum

/
1.
2.
3.
4.
01:56

credits

released February 1, 2005

tags

license

all rights reserved

about

Fecifectum São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Fecifectum

Streaming and
Download help

Track Name: Ceifando a esperança
Somos Aqueles Demônios Sem Rosto
Aspirando A Poeira Do Fim Do Mundo
Víboras Selvagens Dentro Da Lama
Seres De Podridão E Do Caos

Anunciando A Fome Da Morte Do Planeta
Desprezando Todas As Porcas Vidas
Gritando O Horror Na Estrada Do Mal

Matando A Esperança De Existência
Gritos Da Grande Condenação De Todos
Fogo, Guerra E Peste Urrando
Para Cortar As Criaturas Escravas Da Cegueira

Humanos Desgraçados Todos, Carne Na Terra
Toda Existência É Uma Grande Desgraça
Todos Miseráveis Iludidos E Fracos
Maldito Rebanho Covarde E Fujão

Nunca Poderão Escapar Do Inferno
Pois O Reino De Todas As Maldições Está
Dentro E Fora De Todo O Crânio Vil
Bestas E Demônios Infestadores Do Universo
Track Name: Pessimismo Macabro
Destruir, Aniquilar E Corromper É O Caminho
Pois Jamais Haverá Humanidade, É Tudo Uma Mentira
Todos Os Seres, São Crias Vis Da Fome E Da Peste
Viçosa, Desprezíveis Que Fogem E Choram Repletos De Medo E Hipocrisia

A Nojenta Existência Já Devera Ter Acabado No Passado
Languescentes Criações, Que Devem Apodrecer No Escuro
Deveríamos Nos Destruir Todos! O Quanto Antes!
Não Há Futuro Para A Vida, É Somente Um Desejo Ignóbil

Paradoxos Incontroláveis Servos Da Tirania Ocultada
Planos Esguios Das Imaginações E Maquinações
Tentativas Infrutíferas Fugas Do Desaranjo Carnal
Mundo Sombrio E É No Vazio Que Se Encontra O Fim

Transtornos E Lamentos Em Uma Queda No Abismo
Na Escuridão Sem Volta, Superação Da Carne Tremula
Desígnios Macabros, Sem Esperança, Sem Conforto!

Compreensões Regurgitadas Nas Sombras Assassinas
Violências Do Grande Mal, Cortando A Ilusão Humana
Fétidos Crânios Vazios, Esternados Caídos Na Sarjeta
Da Agonia Do Inevitável...
Track Name: O grito da peste
Nunca Tive Uma Vida Humana, Sou De Outro Mundo.
Pesa-Me Toda Simples Visão De Crias Vivas
Sou O Erro Tenebroso, Que Bacoreja Nas Trevas.
Um Assassino, Escravo Da Grande Escuridão Sem Rosto

De Fronte Cavernosas E Insanas, Sôfregas De Gritos
Rastejo Com Vingança E Fúria Para O Conflito
Sou Inimigo Da Sua E Da Minha Própria Vida
Escarro Sobre Toda Felicidade E Todos Os Porcos Sentimentos

Sou Uma Sombra Gritante E Podre!
Sou O Mais Infeliz Filho Esquecido Do Tormento

Impregnação E Portal Para O Mal De Todos
Excessos Opacos Da Horrenda Imensidão Imunda
Ímpeto Voraz Do Ultimo Desalento Tumbal

Canto De Misérias E Desditas Ferinas
Sopro De Morte, Desesperança E Pestes Congregadas.
Sou O Vento Maligno Da Maldade Primerva
Eu Fui Atirado Sobre Vos, Para Roubar Suas Vidas
E Escurecer O Verde Da Imunda Natureza Sem Rosto
Track Name: The Anguish
We Announced The Great Black War
Master Of Eternal Darkness
Kill-Me Of The Book Of Fear
To Leave-Me For Your Empire Black
Because My Bleeding Is A Symphony Of Sadness Final
Kill Me Satan Now